Diário da Cidade – Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Balneário Camboriú e Camboriú

Finalizadas todas as categorias da segunda etapa do circuito ADS 2019

Finalizadas todas as categorias da segunda etapa do circuito ADS 2019

No domingo foram finalizadas as categorias masculinas do Circuito ADS 2019, feito para a categoria de base brasileira, para atletas menores de 16 anos de idade.

Na praia Central de Balneário Camboriú foram disputadas as semifinais e as finais das três categorias masculinas (Sub10, Sub14 e Sub16), com sol, pouco vento e ondas de meio metro com boa formação.

COMPETIÇÃO

A final Sub10 Masculina foi realizada entre três surfistas paulistas e um catarinense. Kalani Robles liderava a bateria desde o início. Kailani Renno (Ubatuba/SP) possuía a maior nota da bateria (6,50), mas faltava uma segunda onda boa para liderar. Faltando menos de dois minutos para o término, Kailani pegou uma boa onda e garantiu a nota que precisava, assumindo a liderança, deixando Kalani com a segunda colocação. Yuri Gabriel (Campeche/SC) ficou com a terceira colocação e Keoni Renno (irmão do Kailani) com a quarta.

No final da bateria, Kailani falou que: “na bateria eu demorei pra começar a pegar onda, mas quando peguei foi a maior nota da bateria, dai ficou faltando uma onda, então eu pedi pra Deus mandar e ele mandou, e nos minutos finais eu virei a bateria. O meu irmãozinho também fez final e quebrou as ondinhas. Quero agradecer ao Mineiro por fazer este campeonato irado! Eu to muito feliz e vou ficar torcendo por ele lá no campeonato de Saquarema!”.

A final mais disputada foi a Sub14, porém o chileno Noel de La Torre, com um surfe muito forte, se destacou e garantiu a vitória com um somatório de 13,50. Samuel Joquinha (do Rio Grande do Norte) ficou com a segunda colocação, o paranaense Lucas Cainan com a terceira e Noah Machado (Piçarras/SC) com a quarta. “Estou muito feliz em ganhar, a final foi muito difícil, mas pude pegar duas direitas boas”, disse Noel.

Kaiki Araújo (Florianópolis/SC) fez a maior nota das finais (7,50), e com isso garantiu o lugar mais alto do pódio. O surfista local de Balneário Camboriú Antônio Vitorino mostrou que conhece muito bem a onda e garantiu a segunda colocação. Noah Machado ficou em terceiro e Artur Romão (São Francisco do Sul) em quarto.

“Eu estou muito feliz em ter ganhado este campeonato, é um campeonato alucinante, de alto nível. É um campeonato que o Mineirinho está fazendo, e está dando um incentivo animal para a nova geração, e é um ídolo também, e me instiga a cada dia mais no surfe! Vamos para a próxima com tudo!”, comenta Kaiki após final.

Antônio Vitorino, com apenas 11 anos de idade, quando entrevistado pela Swell Eventos falou que “é muito legal receber um evento como este, de nível brasileiro, do Campeão Mundial Adriano de Souza, ainda mais no quintal de casa, que tem altas ondas”.

ATLETAS INTERNACIONAIS

O chileno Leon de La Torre disse à Swell Eventos que a onda de Balneário Camboriú é muito diferente das ondas do Chile, onde é muito mais forte, porém, no Chile o nível da competição é inferior, com menos atletas. Aqui no Brasil todos os atletas são muito bons, por isso é importante vir pra cá treinar e pegar experiência. Leon saiu na semifinal da categoria Sub16, porém, o irmão dele Noel de La Torre chegou à final da categoria Sub14.

Noel de La Torre acabou vencendo a categoria Sub14 e falou que neste evento não há Sistema de Prioridade, e no Chile sim, o que faz o atleta ter que remar muito mais. Noel concordou que o nível técnico do Brasil está alto, ao afirmar que foi muito difícil vencer.

COM A PALAVRA, OS ATLETAS PROFISSIONAIS

Álvaro Bacana, ex surfista profissional, atualmente membro da equipe da Swell Eventos, comentou que: “legal pra caramba estar ai com a molecada, vendo a evolução do surfe catarinense e brasileiro. Estamos aqui trabalhando, tentando passar uma experiência para a galera mais nova, junto com o Adriano de Souza, pra eles conquistarem o sonho de se tornar atletas profissionais e ganharem a vida com este esporte. É muito legal esta iniciativa do Adriano e da Swell Eventos, de fazer este evento para a categoria de base”.

Alejo Muniz concorda com Álvaro, falando que “a iniciativa do Adriano de Souza é muito nobre, eu queria ter tido também uma oportunidade como esta, quando eu competia eventos Amadores, de um atleta profissional do WT (World Tour) fazendo um evento pra molecadinha. É aqui que está o futuro do nosso esporte, eu vim aqui prestigiar o meu irmão competindo, mas é muito legal assistir o quanto profissionais eles estão sendo agora. Eu sei que o Adriano deve pensar que é uma maneira dele retribuir para o surfe tudo aquilo que o surfe deu para ele, não só como uma questão financeira, mas como pessoa, como ser humano, de conhecer o mundo, hoje ele está devolvendo isso para o esporte, eu agradeço em nome dos atletas profissionais, e quero dar os parabéns para ele pelo evento, que está lindo”. “Não pára de fazer este campeonato, e se precisar de apoio, estamos ai!”, finaliza Alejo.

O ex integrante da elite do surfe mundial Joca Júnior, Campeão Brasileiro Profissional, veio de Natal (Rio Grande do Norte) trazer o seu filho para competir e comentou que o “campeonato está superbem organizado e os organizadores estão de parabéns, e principalmente o Mineiro”. Samuel Joquinha (filho do Joca) falou que “o campeonato está demais! de alto nível! Toda a rapaziada quebrando!”. Joca comentou também que sabe o que o Mineirinho está passado por estar afastado da competição e desejou o melhor retorno possível, “porque ele é o Capitão, e o Capitão não pode ficar de fora!”.

FUTURO DO CIRCUITO ADS

Perguntado pela Repórter Local Aniely (Jornal Página 3) sobre o futuro do Circuito ADS, o Campeão Mundial Adriano de Souza disse que atravessamos uma situação econômica complicada no Brasil atualmente, mas, assim que melhorar, o objetivo é transformar este Circuito que atualmente é realizado somente em Santa Catarina, em um Circuito nacional, com etapas espalhadas pelo Brasil inteiro, seguindo assim a sua evolução natural.

De fato esta evolução já vem acontecendo. Em 2018, o circuito foi lançado apenas com etapas no município de Florianópolis, evoluindo para etapas distribuídas pelo Estado Catarinense em 2019. Se for mantida esta evolução, já imagina-se a progressão para este Circuito Nacional nos próximos anos.

PATROCÍNIOS

O evento é Apresentado pela Prefeitura Municipal de Balneário Camboriú, por meio da FME (Fundação Municipal de Esportes). Apoiam o evento: Mini Kalzone; Hotel Vieira; Açaí Paradise; Kbral Centro Automotivo; Studio DoZero. A realização é da Swell Eventos, com supervisão da FECASURF (Federação Catarinense de Surf) e da ASBC (Associação de Surf de Balneário Camboriú).

Na premiação, diversas pranchas da Pro-Ilha Surfboards, que possui 35 anos de mercado e hoje é uma das maiores fábricas do Brasil. As marcas HD Hawaiian Dreams, Brazinco, Banana Wax e Lord Of The Sea darão kits para as primeiras colocações de cada categoria.

RESULTADOS:

Categoria Sub12 Feminina

1º Gabriely Vasque

2º Luara Mandeli

3º Alexia Leal Monteiro

4º Natalia Gerena

 

Categoria Sub16 Feminina

1º Kiany Hyakutake

2º Laura Maciel Raupp

3º Maria Isabel Nogueira

4º Maya Carpinelli

 

Categoria Sub10 Masculina

1º Kailani Renno

2º Kalani Robles

3º Yuri Gabryel

4º Keoni Renno

 

Categoria Sub14 Masculina

1º Noel de la Torre

2º Samuel Joquinha

3º Lucas Cainan

4º Noah Machado

 

Categoria Sub16 Masculina

1º Kayki Araújo

2º Antônio Vitorino

3º Noah Machado

4° Artur Romão

______________________
Informações Adicionais:

Fundação Municipal de Esportes
(47) 3360-0444

Related posts

Prefeitura conclui mais uma etapa da obra da 3ª Avenida

Operações de fiscalização de trânsito buscam garantir a segurança de ciclistas

Capacitação para lideranças ocorre no Hospital Municipal Ruth Cardoso

Oi, este aviso é só pra te lembrar de CURTIR nossa FanPage no Facebook

Assim, você poderá estar cada vez mais atualizado das novidades de sua região!

CLOSE
%d blogueiros gostam disto: