Notícias Balneário Camboriú Esportes Entretenimento Eventos Política Empregos Camboriú Itajaí Itapema Navegantes Santa Catarina Brasil e Mundo
Itapema

Primeira vereadora negra da história de Tijucas toma posse na Câmara Municipal

Adenilza Iolanda Ramos assume uma cadeira do PDT no Legislativo por 30 dias em vaga cedida pelo vereador Cláudio do Jornal

A primeira sessão da Câmara Municipal de Tijucas em 2024 já é histórica. A ocasião marcou a posse da primeira vereadora negra da história do Poder Legislativo do município, após quase 80 anos da sua primeira legislatura. Quem entra definitivamente para a história da cidade é Adenilza Iolanda Ramos, que assume uma cadeira do PDT por 30 dias em vaga cedida pelo vereador Cláudio do Jornal.

Adenilza, agora, está lado a lado com outros vereadores e vereadoras que marcaram seus nomes na história do município. Assim foi com Alvina Simas Reis, a primeira mulher eleita vereadora na cidade, que participou da 5ª legislatura, entre os anos de 1963 e 1966. Após ela, houve um hiato de mais de 20 anos sem mulheres na Câmara, até a eleição de Bernadete Orsi, que assumiu em 1989, na 11ª legislatura. Para as pessoas negras, a posse da vereadora também é bastante significativa. O primeiro vereador negro eleito foi Luiz Antonio da Silva, o Luiz da Farmácia, que chegou à Câmara em 1983, já na 10ª legislatura. Só no ano passado, quarenta anos depois, outro homem negro passou pela Câmara, quando Édson Ferreira de Lima, o Edinho, assumiu uma cadeira na Casa por um mês.

O vereador Cláudio do Jornal, que se afasta por um mês para tratar de assuntos particulares, destaca a importância da posse de Adenilza. “Representatividade importa muito. E a Adenilza representa muito bem a força das mulheres e da comunidade negra. A importância disso contou muito para que eu decidisse abrir espaço para que ela pudesse assumir e entrar para a história como está fazendo. Fico muito feliz por ter a oportunidade de fazer parte desse momento”, celebra.

Em seu discurso de posse, Adenilza celebrou a conquista que, para a agora vereadora, não é só dela. “Quando olho para trás, vejo o legado de mulheres negras inspiradoras, como minha mãe. Ela me ensinou a importância da representatividade e da voz de cada um de nós. E hoje, como a primeira mulher negra a assumir uma cadeira nesta Casa, vejo que finalmente seremos representadas, ainda que tenha demorado 76 anos para que este momento chegasse”, pontuou.

Adenilza Iolanda Ramos terá 30 dias e seis sessões para apresentar seu trabalho à comunidade durante o mês de fevereiro, em processo que integra a renovação e o fortalecimento do PDT em Tijucas.

Sobre a vereadora

Natural de Tijucas, Adenilza é filha de Nilza Iolanda Ramos e Henriquiel Joaquim Ramos. Técnica em enfermagem, atua há muitos anos na área da saúde. Atualmente, trabalha como atendente de farmácia, desempenhando um papel importante no atendimento às pessoas e também é cuidadora de idosos. Com muita vontade de contribuir para o desenvolvimento de Tijucas, já participou de duas eleições municipais. Na mais recente, em 2020, conquistou 185 votos para a vereança concorrendo pelo PDT.

 

Foto: Divulgação.

Posts Relacionados

Píer em Itapema terá estrutura única na América Latina

Projeto Som&Sol retorna a Itapema neste domingo

Itapema Beach Hotel by Nobile inaugura ampla casa para até 18 hóspedes

Águas de Bombinhas apresenta Plano Verão com ações focadas no abastecimento e esgotamento sanitário

Grupo ABC & Embralot promove programa de sustentabilidade e recebe certificação do Selo Social Itapema

Tijucas vai ganhar nova unidade educacional

Porto Belo recebe o projeto Som&Sol – Música na Rua no domingo

Obra do molhe do Rio Perequê, em Porto Belo, entra na segunda etapa

Porto Belo vai ganhar novo espaço de lazer, turismo, negócios e shows

Itapema Beach Hotel inaugura espaço exclusivo para atender noivas no Litoral de Santa Catarina